Articles for junho 2007

Vendida pela 1ª vez patente da medicina chinesa

A academia médica militar da China vai vender a fórmula de seu novo remédio antidemência, baseado na medicina tradicional chinesa, ao laboratório farmacêutico britânico Phytopharm, informou hoje a imprensa chinesa. É a primeira vez que a China vende ao exterior uma patente da medicina tradicional chinesa.

Após dez anos de esforços, uma equipe da Academia de Ciências Médicas Militares do Exército de Libertação Popular (ELP, o maior do mundo) dirigida por Ma Baiping finalizou a síntese do medicamento, batizado de NJS.

Segundo o acordo, a academia venderá a fórmula à empresa britânica e esta fornecerá os teste médicos necessários para promover o produto no mercado internacional, informou a agência de notícias Xinhua.

“É a primeira vez que a China vende uma patente de medicina tradicional para uma empresa estrangeira. Isto representa um grande passo adiante rumo à credibilidade internacional”, comemorou o presidente da academia, Sun Jianzhong.

Os quadros de demência como o Alzheimer se caracterizam por uma progressiva deterioração das capacidades mentais, incluinda a perda de memória, acompanhada de mudanças de personalidade e comportamento.

O diretor da Phytopharm, Daryl Rees, disse que os países ocidentais têm uma percepção negativa da medicina tradicional chinesa, mas que os resultados pré-clínicos do remédio eram muito promissores. O valor do acordo não foi revelado por nenhuma das duas partes.

Fonte: Agência EFE

O tratamento da anemia pela Acupuntura

A visão da Medicina Tradicional Chinesa sobre o funcionamento do nosso corpo, a estrutura da nossa saúde, a formação das doenças, e todos os demais aspectos das relações entre Mente, Corpo e Espírito é singular e em muito difere da medicina alopática. Umas das principais diferenças se dá na atribuição das funções, funcionamentos e inter-relações dos nossos órgãos vitais. Uma das diferenças mais importantes é de que, para a MTC, os Órgãos e Vísceras (Zang Fu), além das suas funções “físicas”, como a do rim de filtrar o sangue, também possuem funções energéticas. Se você quiser saber mais sobre o conceito de Qi (energia), clique aqui

Para a medicina alopática, o baço não é um órgão considerado vital. Já para a MTC é. Mas como as pessoas conseguem viver sem o baço então? Conseguem porque, num primeiro momento, especialmente se a pessoa possuir uma boa reserva energética (Jing), o organismo consegue manter as funções energéticas (Yang) do Baço, mesmo sem a sua base material (Yin). Mas no longo prazo o corpo mostrará deficiências decorrentes da perda do órgão físico, podendo ser fatais.

Dentre as funções energéticas do Baço, a mais importante delas é a transformação em energia nutritiva (Gu Qi) do que o Estômago digeriu dos alimentos. Assim, alterações que levam a hipoatividade do Baço nesta função energética, mesmo sem alterações no órgão físico, podem se refletir na formação de um Sangue (Xue) sem energia. Este quadro, sendo mantido por longo período, pode manifestar fisicamente uma anemia.

Todo de tratamento de anemia pela acupuntura, fitoterapia ou Tui Na, se baseará na tonificação, ou seja, no aumento do Qi (energia) do Baço.

O Baço na relação dos 5 Elementos da Natureza pertence ao Elemento Terra. Por isso, para tratamento ou prevenção de anemia é importantes nos alimentarmos de alimentos desse tipo de energia. Uma das maneiras dl lembrar de alguns dos elementos mais importantes do Elemento Terra é pensar no que se desenvolve na terra, principalmente as raízes, como a cenoura, a batata, a batata-doce, a bardana, etc… Outra forma é sempre ter nas refeições alimentos de cor amarela, como o milho e a mandioca.

Se você tem alguma dúvida sobre o tratamento de anemia, ou outras patologias, pela Medicina Chinesa, escreva pra gente.

Reflexologia no Tui Na

Essa semana ouvi uma frase muito bonita e interessante de uma paciente: “Essa massagem é divina. Sinto recompondo o corpo todo.” O ponto mais curioso desse espontâneo comentário é que eu não estava fazendo uma massagem no corpo todo, mas sim uma reflexologia podal.

Nossa paciente, de 92 anos, e que não conhece absolutamente nada de Medicina Chinesa, referiu exatamente o efeito pretendido por qualquer técnica reflexa: atingir o corpo todo através de uma pequena área reflexa e também tratar algum desconforto à distância.

Na MTC temos vários microssistemas, alguns mais voltados para o diagnóstico, como a análise da lígua, outros mais para o tratamento, como a acupuntura auricular, que também é usada no diagnóstico.

A reflexologia podal é uma das ferramentas terapêuticas do Tui Na, a massoterapia da Medicina Chinesa. Se você não conhece o Tui Na, clique no menu ao lado (canto superior esquerdo do blog).

A massagem nos pés é uma técnica riquíssima pois além de estimular as zonas reflexas (como você pode conferir no mapa), também estimula os pontos energéticos (utilizados na Acupuntura) dos canais que passam pelo pé, que possuem inúmeros benefícios para a nossa saúde.

Se você é profissional, pesquise a utilização combinada da reflexologia com a Acupuntura ou com o Tui Na. Se você é leigo, experimente fazer uma massagem nos seus próprios pés, seguindo a sua intuição, logo após um banho reconfortante, depois de um dia de trabalho. Escreva para a gente contando suas experiências, clicando aqui.

Os benefícios de um tratamento pela Acupuntura a longo prazo – um caso de artrite reumatóide

Há pouco tempo, escrevi sobre os benefícios rápidos da Acupuntura, mostrando que nem sempre os tratamentos por essa terapia milenar chinesa são de longo prazo, como a maior parte das pessoas tem idéia (veja post abaixo). Hoje vou falar do outro lado da moeda.

Em dezembro de 2005 começamos um tratamento de uma senhora com então 66 anos que sofria muito de artrite reumatóide. Para quem não conhece muito essa doença, ela tem por características apresentar edema, calor, rubor, dor e rigidez matinal em várias articulações, como punhos, mãos, cotovelos, ombros, pescoço. Nas articulações também podem ocorrer deformidades, crepitações e limitações de movimento permanentes. Os sintomas extra articulares são: anemia, cansaço extremo, perda de apetite, perda de peso, pericardite, pleurite e nódulos subcutâneos. A nossa paciente sofria especialmente com dores migratórias e deformidades nos dedos, joelhos e na articulação coxo-femural.

Além disso, tinha conseqüências sérias dos efeitos da medicação alopática. Principalmente sobre sua visão, com perda gradativa, e prognóstico médico de perda da visão ao longo dos anos.
Não há causa determinada sob a visão da medicina alopática. Trabalha-se com a hipótese de ter relação com fatores auto-imunes. Na Medicina Chinesa a etiologia (estudo da causa da doença) é que a artrite reumatóide é um acometimento do paciente por 3 fatores patogênicos em conjunto: Frio, Umidade e Vento, que podem ser por exposição aos respectivos fatores climáticos (fatores patogênicos exógenos) ou mesmo gerados ou agravados por fatores patogênicos internos (endógenos). Se você quiser saber mais sobre os fatores patogênicos da Medicina Chinesa, escreva para a gente.

É um tratamento complexo, pois são raras as desarmonias com 3 fatores combinados. Especialmente a Umidade é muito difícil de ser eliminada, especialmente quando o paciente já apresenta-se na 3ª idade. Ao mesmo tempo que alguns pontos são inseridos para a eliminação dos fatores de doença, outros são utilizados para tonificar o Qi (energia) do paciente, para que os fatores internos deixem de ser gerados e que o corpo do paciente tenha calor (energia Yang) suficiente para expelir o Frio e a Umidade. Além disso uma série de pontos locais são usados para a diminuição da dor nas articulações afetadas no presente momento, isso porque devido ao Vento, que faz com que os fatores patogênicos mudem de lugar, as queixas do paciente variam de aplicação para aplicação.

Essa paciente faz aplicações semanais regulares até hoje. No início de 2006 seu Fator Reumatóide, verificado por exame de sangue, estava acima de 1:100, sendo que acima de 1:80 é considera a artrite reumatóide. No final do ano, em novo exame, o índice apresentou-se abaixo de 1:20. A paciente hoje não toma mais nenhuma medicação, já que suas dores não existem mais. Seu próprio reumatologista recomendou a retirada dos remédios, a partir desse novo quadro conseguido com a Acupuntura.

Esse caso serve de incentivo para os pacientes que possuem alguma doença crônica e que estão em tratamento por Acupuntura com profissionais sérios e capazes para que continuem com seus atendimentos regularmente e sigam as orientações de seu terapeuta, pois os resultados provavelmente virão com o tempo. E serão duradouros.

Para quem possui artrite reumatóide, aqui seguem algumas dicas de alimentação: comer soja, pois estimula a energia Yang do corpo, aumento o Calor interno, combatendo o reumatismo; feijão preto, para tonificar a energia do Rim e cevada, especialmente em grãos, para eliminar a Umidade.